1.790 relógios para "

A. Lange & Söhne

"
Marca
Modelo
Preço
Diâmetro
Ano
Localização
Leia mais
Your selection

Your selection

Your selection

Sorry, your search did not match any items
Your selection

Sorry, your search did not match any items
Your selection

Sorry, your search did not match any items
Basic information
Tipo de relógio
Referência
Leia mais ...
Novo/usado
Disponibilidade
Sexo
Estado
Leia mais ...
Âmbito de fornecimento
Characteristics & functions
Corda
Material da caixa
Leia mais ...
Mostrador
Leia mais ...
Vidro
Leia mais ...
Funções
Leia mais ...
Altura
Leia mais ...
Material besel
Leia mais ...
Números do mostrador
Impermeável
Leia mais ...
Outro
Leia mais ...
Bracelete
Material da bracelete
Leia mais ...
Largura
Leia mais ...
Cor da bracelete
Leia mais ...
Material do fecho
Leia mais ...
Cancelar

Ordenar por

A. Lange & Söhne Grand Lange 1 platinum A. Lange & Söhne Grand Lange 1 platinum UK 2010 R$ 102.408

A. Lange & Söhne – Mestria relojoeira saxónica

A A. Lange & Söhne é uma das mais prestigiadas marcas de alta relojoaria. Há mais de um século que a manufactura de Glashütte cria peças do tempo exclusivas, tendo entre a sua clientela imperadores, reis e czares. Lange personifica a qualidade Made in Gemany.

Destaques da A. Lange & Söhne

  • Uma das mais conceituadas marcas da alta relojoaria alemã
  • Mais de 40 calibres de manufactura
  • Mecanismo ricamente trabalhado com ajuste de precisão "pescoço de cisne"
  • Caixas fabricadas exclusivamente em materiais nobres
  • Data grande patenteada

A. Lange & Söhne: manufactura tradicional de Glashütte

A marca de alta relojoaria A. Lange & Söhne conta com mais de 170 anos de história. A manufactura de relógios de bolso foi fundada por Ferdinand Adolph Lange no ano de 1845, na pequena cidade de Glashütte, situada na região da Saxónia. Seguindo o modelo suíço, o mestre relojoeiro estabeleceu-se na região montanhosa de Erzgebirge, revitalizando a economia de uma zona que se encontrava na pobreza. Depois da Segunda Guerra Mundial, todas as companhias relojoeiras sediadas em Glashütte tornaram-se uma empresa estatal, a VEB Glashütter Uhrenbetriebe (GUB). Sob o regime comunista, que liderou a Alemanha de Leste até à queda do Muro de Berlim, a A. Lange & Söhne perdeu a sua independência, caindo num longo sono. A Reunificação da Alemanha em 1990 possibilitou a ressurreição da marca. Em 1990, o relojoeiro Walter Lange, bisneto de Ferdinand Adolph Lange, regressou a Glashütte para recuperar a antiga empresa familiar, fundando a companhia Lange Uhren GmbH. Quatro anos depois, a marca apresentou a sua primeira coleção com quatro relógios de pulso: o célebre Lange 1, o Saxonia, o Arkade e o modelo Tourbillon "Pour le Mérite".
Em poucos anos, a A. Lange & Söhne viria a tornar-se a mais prestigiada marca de alta relojoaria alemã. Os relógios e calibres com assinatura da manufactura germânica estão à altura das mais credenciadas casas suíças como a Patek Philippe ou a Vacheron Constantin. Ao contrário destas últimas, a A. Lange & Söhne utiliza exclusivamente materiais nobres como o ouro ou a platina para fabricar as caixas dos seus relógios. A única exceção a esta regra são algumas versões do Lange 1 dos anos 1990, fabricadas em aço inoxidável. Por serem extremamente raras, alcançam preços na ordem dos 100.000 euros em leilões especializados. A estética de um relógio A. Lange & Söhne é bem definida e imediatamente reconhecível por elementos como o genial sistema de data grande, que a marca patenteou em 1992. Este inspira-se no relógio concebido por Johann Christian Friedrich Gutkaes — trisavô de Walter Lange e relojoeiro da corte saxónica — para a Ópera Semper de Dresden com mostrador de disposição digital e assente em duas janelas (uma para as horas, outra para 5 minutos). Outras características fundamentais da marca são os parafusos azulados, o galo do balanço gravado à mão, o ajuste fino com mola em forma de pescoço de cisne e a tradicional platina de três quartos, desenvolvida pelo próprio Adolph Lange.

A. Lange & Söhne: conselhos de compra

Um relógio A. Lange & Söhne tem um estatuto de exclusividade e mestria relojoeira artesanal. Quem usa uma peça do tempo desta marca exprime a própria paixão pela relojoaria mecânica de excelência, a estética clássica e a mais elevada qualidade. Se pretende adquirir um destes relógios de luxo alemães, a A. Lange & Söhne oferece cinco coleções com diferentes gamas de preço.
O Lange 1 foi um dos primeiros modelos a integrar o catálogo da marca em 1990. Em poucos anos, este relógio tornou-se na mais emblemática peça da manufactura. A chave do sucesso deste relógio deve-se em muito à sua inigualável estética: grande data numa janela dupla e o submostrador descentrado. O preço de um Lange 1 usado em ouro amarelo ronda os 18.000 euros, ao passo que se for novo alcança os 23.000 euros. Se a versão de 38,5 mm lhe parecer demasiado pequena, sugerimos a versão Grosse Lange 1. Este modelo apresenta uma caixa com um tamanho mais contemporâneo de 40,9 mm. No caso desta última versão, os preços começam a partir dos 22.000 euros (usado) e dos 27.000 euros (novo).
Outro modelo muito apreciado pelos fãs da A. Lange & Söhne é o Datograph, que faz parte do catálogo da marca desde 1999. Trata-se de um cronógrafo de grande requinte técnico e estético, apresentando a grande data às 12 horas e dois submostradores na parte inferior do mostrador. O preço deste modelo em platina ou em ouro rosa ronda os 37.000 euros (usado) e os 54.000 euros (novo).
No ano de 2009, a A. Lange & Söhne apresentou a coleção Zeitwerk. Os relógios mecânicos desta coleção distinguem-se pela indicação das horas e dos minutos em números decimais através de duas janelas semelhantes à da janela da data. Os segundos são indicados por um ponteiro na parte inferior do mostrador. Um Zeitwerk usado em bom estado de conservação custa cerca de 40.000 euros. Novo, cerca de 54.000 euros.
A coleção Saxonia é uma excelente escolha para quem se quer iniciar no universo da A. Lange & Söhne. O preço de um modelo usado ronda os 10.000 euros. Novo, custa cerca de 11.000 euros. A coleção Saxonia integra, ainda, modelos de exceção dotados de um calendário anual e de uma caixa em platina, cujo preço ronda os 45.000 euros.

Lange 1: a obra-prima da A. Lange & Söhne

O Lange 1 foi apresentado em 1994 e tornou-se rapidamente na grande estrela do catálogo da marca, com o seu surpreendente mostrador descentrado e a grande janela da data. A visualização da reserva de marcha é outro elemento estético característico do Lange 1. Este modelo está disponível com uma caixa de 38,5 ou 40,9 mm de diâmetro. No que se refere aos materiais, poderá escolher entre o ouro branco, amarelo ou vermelho de 18 quilates, ou ainda a platina. No interior desta peça bate o calibre manual de manufactura L121.1. Este oferece 72 horas de reserva de marcha graças a dois tambores de corda montados em série. O movimento possui um total de 368 peças e 43 rubis, dos quais oito são aparafusados com parafusos azulados sobre chatôns de ouro. O galo do balanço do calibre L121.1 é finamente gravado à mão e integra um ajuste de precisão com mola "pescoço de cisne".
Se é um apreciador da complicação fases da lua, esta coleção integra um modelo feito à sua medida. O Lange 1 Timezone é o companheiro perfeito para viajantes, dado que permite ler as horas em 24 fusos horários, representados pelo nome das respetivas cidades na periferia do mostrador. Para acertar o fuso horário pretendido basta pressionar um botão. No interior deste modelo bate o calibre de corda manual L031.1 com uma reserva de marcha de 72 horas.
Os modelos mais emblemáticos desta coleção são sem dúvida os que integram um turbilhão e um calendário perpétuo, cuja forma de visualização é extremamente invulgar: os meses são indicados por um disco que rodeia o mostrador. O turbilhão é visível unicamente através do vidro de safira no fundo do relógio, ao contrário da maior parte dos relógios com este mecanismo, que costumam apresentar a gaiola rotativa no mostrador.
O turbilhão é um sistema inventado por Abraham-Louis Breguet, em 1798, para anular as imprecisões dos mecanismos relojoeiros decorrentes da força da gravidade — no tempo em que os relógios estavam sempre na vertical (no bolso, na mesa ou na parede). Consiste de um dispositivo em forma de gaiola que inclui no seu interior os órgãos de escape e o binómio balanço/espiral, e que dá uma volta completa de um minuto para contrariar os efeitos da gravidade. Além de ser a complicação mais nobre da relojoaria, os relógios dotados deste mecanismo são extremamente precisos. O calibre de manufactura L082.1 equipa o Lange 1 Tourbillon Calendário Perpétuo. O rotor central deste movimento automático é fabricado em platina e ouro. Graças ao stop-seconds patenteado, o acerto da hora é extremamente preciso. O mecanismo é composto de um total de 624 peças, das quais 76 rubis.

Características do A. Lange & Söhne 1

  • Grande data
  • Horas descentradas
  • Caixa em ouro e platina
  • Modelos com calendário perpétuo e turbilhão

Grand Complication: a obra-prima da A. Lange & Söhne

O Grand Complication foi apresentado em 2013 e é um dos relógios de pulso mais complicados da A. Lange & Söhne. Este instrumento do tempo de exceção custa cerca de 2 milhões de euros e é um dos relógios mais caros do mundo. O trabalho requerido para completar o Grand Complication é tal que demora um ano a estar concluído. A sua produção limita-se a seis exemplares. Esta peça junta complicações complexas como um calendário perpétuo, fases da lua e um cronógrafo rattrapante com segundos fulminantes. Esta última função permite medir pequenas parcelas de tempo com um ponteiro suplementar que se acopla e desacopla do ponteiro cronográfico dos segundos principal. Já os segundos fulminantes, também chamados segundos foudroyantes consistem num ponteiro que dá uma volta completa ao mostrador num tempo vertiginoso de apenas um segundo, sendo capaz de medir 1/5 do segundo.
Esta peça integra ainda uma grande e petite sonnerie, duas sofisticadas complicações acústicas relojoeiras. A grande sonnerie toca as horas e os quartos de hora sem qualquer solicitação. Já a petite sonnerie, ou repetição de minutos, bate as horas, os quartos de hora e os minutos a pedido do utilizador. A A. Lange & Söhne fabricou até à data apenas seis exemplares deste relógio.

Características do A. Lange & Söhne Grand Complication

  • Um dos relógios de pulso mais caros do mundo
  • Demora cerca de um ano a ser montado, e existem apenas seis exemplares
  • Complicações: calendário perpétuo, cronógrafo rattrapante com segundos fulminantes, uma grande e pequena sonnerie, fases da lua

A. Lange & Söhne: o nascimento da relojoaria saxónica

O início da história da A. Lange & Söhne remonta ao ano de 1815, ano de nascimento de Ferdinand Adolph Lange, que foi aprendiz de relojoeiro de J. C. F. Gutkaes, relojoeiro da corte de Dresden entre 1842 e 1845. Lange empreendeu depois uma viagem pela Europa para aprofundar os seus conhecimentos. De regresso a Dresden, junta-se novamente a Gutkaes e concebem o famoso relógio de cinco minutos da Ópera de Semper que se distinguia pela inovadora indicação digital de janelas que podiam ser vistas de todos os lugares do anfiteatro.
Entre os clientes mais célebres de Ferdinand Adolph Lange contava-se o czar Alexandre II da Rússia, que ficou tão fascinado com o relógio de bolso fabricado por ele e, por isso, enviou-lhe um broche de diamantes de presente. O relojoeiro alemão sentiu-se tão honrado pela atenção que se mandou fotografar com o broche, enviando depois a fotografia ao czar.
Em 1845, Lange fundou a sua fábrica de relógios de bolso em Glashütte, uma pequena cidade alemã situada a cerca de 20 km de Dresden. No início do século XIX, esta localidade saxónica gozava de grande prosperidade económica graças à extração da prata nas montanhas Erzgebirge até as minas secarem, instalando-se inevitavelmente a pobreza. Lange era, na época, o mestre relojoeiro da corte real saxónica, mas há muito que tinha o sonho de se estabelecer por conta própria. Por isso, propôs ao governo saxónico que se instalasse uma indústria relojoeira nesta região, idêntica àquela que existia no Vallée de Joux, na Suíça. Para tal, mudou-se para Glashütte e começou por ensinar o ofício da relojoaria aos mineiros. O trabalho árduo acabou por ser recompensado e, em 1875, Ferdinand Adolph Lange deixava aos seus descendentes um negócio florescente, com mais de uma centena de empregados.
Ao mesmo tempo, os seus aprendizes também criavam as próprias empresas, especializadas no fabrico dos diversos componentes de um relógio, e surgiam também as manufacturas de Adolf Schneider em 1851, do seu genro Julius Assmann em 1852, e de Ludwig Strasser e Gustav Rohde que fundaram a Strasser & Rohde em 1875. Em 1878, Moritz Grossmann criava a Escola Alemã de Relojoaria. Ferdinand Adolph Lange foi presidente da câmara de Glashütte e fundou aquele que é hoje o berço das mais exclusivas manufacturas relojoeiras alemãs.