14.348 relógios para "

Breitling

"
Marca
Modelo
Preço
Diâmetro
Ano
Localização
Leia mais
Your selection

Your selection

Your selection

Sorry, your search did not match any items
Your selection

Sorry, your search did not match any items
Your selection

Sorry, your search did not match any items
Basic information
Tipo de relógio
Referência
Leia mais ...
Novo/usado
Disponibilidade
Sexo
Estado
Leia mais ...
Âmbito de fornecimento
Characteristics & functions
Corda
Material da caixa
Leia mais ...
Mostrador
Leia mais ...
Vidro
Leia mais ...
Funções
Leia mais ...
Altura
Leia mais ...
Material besel
Leia mais ...
Números do mostrador
Impermeável
Leia mais ...
Outro
Leia mais ...
Bracelete
Material da bracelete
Leia mais ...
Largura
Leia mais ...
Cor da bracelete
Leia mais ...
Material do fecho
Leia mais ...
Cancelar

Ordenar por

Breitling Transocean Unitime Pilot Breitling Transocean Unitime Pilot BR 2007 R$ 31.000

Breitling: À conquista dos céus

A Breitling é a marca de referência no que respeita a relógios de piloto. A sua relação com o mundo da aeronáutica é histórica. O catálogo da marca contempla desde cronógrafos mecânicos de culto a instrumentos hi-tech com ligação ao smartphone.

Destaques da Breitling

  • Navitimer: cronógrafo de aviação clássico com régua de cálculo circular
  • Manufactura independente com calibres exclusivos desde 2009
  • Movimentos mecânicos com certificado cronométrico desde 1999
  • Vasta coleção de relógios de mergulho: Superocean, Avenger II Seawolf
  • Professional Emergency com transmissão de sinal de emergência

O relógio para a aviação

Os relógios de aviação da Breitling são a primeira escolha dos pilotos de todo mundo. Parceira de longa data da aviação, uma área onde a fiabilidade e a precisão desempenham um papel crucial, a marca concedeu sempre uma enorme importância à qualidade dos seus produtos, concebidos para responder a uma utilização intensa, até nas condições mais adversas. No seu catálogo, são propostos relógios de culto como o Navitimer, bem como instrumentos de medição do tempo high-tech com movimento de quartzo e funções especiais. Muitas das peças dispõem de instrumentos essenciais para a aviação que permitem o cálculo de dados de voo ou emitem um sinal de emergência.
O mergulho não ficou de fora do catálogo, com a marca a apresentar instrumentos robustos para mergulhadores profissionais. As linhas Superocean e Avenger demarcam-se pela sua extrema robustez e tecnicidade, e integram sobretudo modelos com calibres mecânicos.
A reputação lendária da Breitling deve-se em muito ao seu estatuto de manufactura independente. A marca não pertence a nenhum grupo e, desde que foi fundada por Léon Breitling em 1884, dedica-se a uma área muito específica: a criação de instrumentos técnicos destinados a profissionais.
A Força Aérea Britânica é, desde 1936, um dos clientes da marca, para quem concebeu relógios de bordo. Em 1942, a Breitling concebeu o Chronomat para a Força Aérea Norte-Americana. No início da década de 60, lançou o Navitimer, um cronógrafo com mostrador de 24 horas, em lugar das tradicionais 12 horas. É precisamente um Navitimer que acompanha o astronauta Scott Carpenter no seu voo orbital, a bordo da cápsula Aurora 7, tornando-se o primeiro cronógrafo de pulso a viajar no espaço.
Em 1979, na sequência da crise do quartzo, Willy Breitling vendeu a empresa ao piloto e engenheiro eletrónico Ernest Schneider, que a ajudou a recuperar. A marca é ainda hoje um negócio de família.

Breitling: conselhos de compra

Um relógio de piloto deve apresentar uma excelente legibilidade, funcionalidade e precisão. Se procura um relógio com estas características, a Breitling é uma marca incontornável, com destaque para o Navitimer, o modelo mais importante da marca, que faz parte do catálogo há mais de 60 anos. A versão em aço, por estrear, custa cerca de 5.000 euros. Já a versão em ouro vermelho tem preços que começam na ordem dos 14.000 euros. Um Navitimer vintage dos anos 1960 custa cerca de 4.000 euros e é facilmente identificável pela referência 806. Dependendo do seu estado de conservação, estes modelos podem alcançar preços na ordem dos 6.000 a 7.000 euros. O Navitimer apresenta uma régua de cálculo circular. Se preferir um cronógrafo de aviação com um mostrador mais simples, sugerimos os modelos da coleção Chronomat, que apresentam ainda uma maior estanqueidade. No caso do Chronomat 44 Airborne, chega mesmo aos 500 m (50 bar).
Quanto aos relógios de mergulho da Breitling, o modelo mais acessível é o Superocean, cujo preço começa nos 2.000 euros, no caso de se tratar de um exemplar não usado. Em termos de preço, é uma excelente alternativa ao Rolex Submariner. O mesmo se aplica ao Avenger II Seawolf que custa, não usado, 2.500 euros. Se procura um relógio de mergulho com uma elevada performance, sugerimos o Avenger II Seawolf que apresenta uma estanqueidade de até 3.000 metros de profundidade (300 bar).
Se prefere um relógio mais elegante e sóbrio, o Transocean é a peça ideal. Um cronógrafo Transocean em ouro vermelho custa cerca de 14.000 euros. Se optar por uma versão em aço com a complicação fases da lua, como o Transocean Chronograph 1461, o preço de um exemplar não usado ronda os 6.500 euros.
Se for um aventureiro e explorador dos cantos mais remotos do mundo, encontrará no Professional Emergency um fiel companheiro de pulso que poderá salvar-lhe a vida em situações de perigo. Este modelo incorpora um sistema que transmite um sinal de emergência em duas frequências distintas.

Algumas dicas de compra

  • Navitimer em estado novo por cerca de 5.000 euros
  • Primeiros exemplares com a referência 806
  • Vasta escolha de modelos vintage
  • Modelos dos anos 1950 e 1960: excelente investimento

Navitimer: um relógio histórico

Quando se pensa em relógios Breitling, o primeiro que nos vem à mente é o Navitimer. Lançado pela primeira vez em 1952, o mais famoso modelo da Breitling é imediatamente reconhecível pelo seu mostrador preto circundado por uma régua de cálculo. Como instrumento para a navegação aérea, este cronógrafo apresenta uma série de funções que permitem ao piloto realizar diversos cálculos: velocidade de voo, tempo de voo, taxa de subida ou descida ou consumo de combustível. É certo que os instrumentos dos cockpits modernos fornecem todas estas informações, mas quem pode ficar indiferente ao charme de um Breitling?
A importância que o clássico cronógrafo de aviação assume no catálogo da marca é facilmente deduzível a partir da designação do calibre que o equipa: Breitling 01. O calibre de manufactura 01 foi o primeiro movimento concebido pela marca e é, à semelhança de todos os movimentos fabricados pela Breitling, um cronómetro oficialmente certificado pelo COSC. Está disponível numa caixa standard de 43 mm em aço ou em ouro vermelho de 18 quilates. Inclui uma função cronográfica que mede tempos até 12 horas e conta com 70 horas de reserva de marcha. O Navitimer está ainda disponível em versões com caixas de 46 e 48 mm, complementadas por complicações como um segundo fuso horário. É estanque até 30 m (3 bar). A Breitling propõe ainda o cronógrafo Montbrillant 01, cujo design é semelhante ao do Navitimer, distinguindo-se deste pelo mostrador branco. Este vem também equipado com o calibre de manufactura 01.

Breitling Emergency - Um relógio que pode salvar vidas

Um cronógrafo de piloto completamente distinto, mas não menos lendário, é o Emergency, incluído na linha Professional. Destinado a situações de perigo imprevistas, tais como quedas de avião, naufrágios ou acidentes de montanhismo, o modelo integra um sistema que emite um sinal na frequência de emergência da aviação de 121,5 MHz, cujos impulsos podem ser captados a uma distância de 170 km. O Breitling Emergency já salvou a vida de dois pilotos britânicos que foram resgatados graças aos seus relógios, depois de o seu helicóptero se ter despenhado na Antártica. A versão melhorada lançada em 2013, Emergency II, utiliza alternadamente duas frequências distintas e emite um primeiro sinal digital na frequência de 406 MHz, destinada aos satélites, e um segundo sinal analógico na frequência de 121,5 MHz, que permite a localização e o salvamento.
Este sistema funciona graças a uma bateria de lítio independente da do relógio, sendo este movido por um calibre Breitling 76 de superquartzo termocompensado, dez vezes mais preciso do que o quartzo normal. O cronógrafo eletrónico possui indicação analógica e digital de 12/24 horas, com diversas funções, nomeadamente countdown, temporizador, duplo fuso horário e alarme. A bateria tem uma duração de cerca de dois anos e meio e pode ser verificada por um indicador de fim de bateria. A caixa está também disponível numa versão em titânio preto, com um pujante tamanho de 51 mm de diâmetro por 21,6 mm de espessura. O Emergency pesa 144 gramas, sem bracelete.

Relógios para grandes mergulhos

Além de dominar os ares, a Breitling assumiu um outro grande desafio: a conquista do fundo dos oceanos. O Superocean foi concebido para enfrentar com total segurança uma profundidade máxima de 200 m, graças à construção robusta da sua caixa, à coroa aparafusada e ao sofisticado sistema de vedantes. A legibilidade perfeita na ausência de luz é alcançada pelos ponteiros e indexes sobredimensionados, com um revestimento luminescente à base de SuperLuminova. A luneta rotativa unidirecional evita qualquer prolongamento inadvertido do tempo de mergulho durante a imersão. O Superocean está disponível em três versões em aço, com diferentes tamanhos de caixa: 36, 42 e 44 mm de diâmetro. A estanqueidade máxima aumenta para 500 m de profundidade na versão Superocean II 42. Outro modelo que permite mergulhos a esta profundidade é o Omega Seamaster Planet Ocean. Ambos são relógios de mergulho com um acabamento perfeito, ideais para mergulhos a maiores profundidades. Já o Superocean Chronograph M2000 destina-se a explorar os abismos mais profundos do oceano, pois é estanque até 2.000 m de profundidade. Este cronógrafo de mergulho apresenta uma caixa de 46 mm de diâmetro e tem a particularidade de vir equipado com um movimento eletrónico de superquartzo termocompensado, ao passo que todos os outros modelos que compõem a coleção Superocean são alimentados por movimentos mecânicos automáticos.
As propostas de relógios de mergulho da Breitling não se ficam por aqui. Com o supermergulhador profissional Avenger II Seawolf, é possível mergulhar a uma profundidade abissal de 3.000 metros. Com um look imponente, este vem equipado com uma válvula que permite equilibrar as diferenças de pressão entre o exterior e o interior do relógio. O movimento automático Breitling 17, cronómetro certificado pelo COSC (Controlo Oficial Suíço dos Cronómetros), assegura fiabilidade e precisão máximas.
A coleção de mergulho Superocean Héritage constitui uma coleção à parte, que retoma o design funcional e elegante do modelo mítico dos anos 50. A luneta rotativa unidirecional está disponível em preto, azul ou verde, e pode ser conjugada com diversas cores de mostradores. Os cronógrafos são estanques até 200 m de profundidade.

Chronomat: espírito de aviador

O famoso cronógrafo da aviação Chronomat distingue-se de imediato pela escala taquimétrica no perímetro do mostrador. Devido ao look ultratécnico e robusto, este cronógrafo foi sempre muito popular e é um dos best-sellers da marca. Os modelos atuais possuem uma caixa de perfil curvo complementada por uma luneta rotativa unidirecional. O mostrador apresenta uma disposição tricompax, ou seja, três submostradores para a função cronográfica: totalizador de 30 minutos, totalizador de 12 horas e pequenos segundos (contínuos). A janela da data surge entre as 4 e as 5 horas. A versão mais desportiva desta coleção é, sem dúvida, o Chronomat 44 Raven. Com um visual extremamente original, este cronógrafo apresenta caixa e mostrador pretos, realçados por tons laranja nos algarismos da luneta, na escala taquimétrica e nos ponteiros dos totalizadores.
O Chronomat está também disponível numa versão com segundo fuso horário. Por proximidade das funções, este cronógrafo da Breitling apresenta-se como uma excelente alternativa ao Rolex Daytona ou ao Omega Speedmaster.

Transocean: simples ou complicado, mas sempre elegante

Tal como o De Ville é o relógio mais clássico da Omega, também o Transocean encarna o lado mais elegante da Breitling. Nesta linha, encontramos modelos básicos de 3 ponteiros com indicação Day-Date, bem como pequenas obras de arte. Exemplo disso é o Transocean Chronograph 1461, cujo mecanismo é composto por um total de 450 peças. Além disso, inclui um calendário completo (data, dia, mês, fases da lua) que só precisa de ser ajustado uma vez, em cada ano bissexto – ou seja, a cada 1.461 dias.

Exospace B55: cronógrafo ultratécnico recarregável

O B55 Connected é um cronógrafo inteligente de nova geração que se conecta ao smartphone através de uma ligação sem fios. Como derradeiro instrumento dos pilotos, inclui uma vasta paleta de funções inovadoras: 7 alarmes-despertadores, hora universal UTC, sistema de «countdown/countup», assim como um dispositivo eminentemente aeronáutico de «chrono flight», útil para registar os tempos de voo, memorizando a hora de descolagem, a hora de aterragem e a data. Graças a um conceito inovador de bateria recarregável miniaturizada, a recarga é efetuada através da ligação à corrente ou a uma porta USB de um computador. O B55 Connected é alimentado por um movimento superquartzo termocompensado. O seu preço ronda os 6.500 euros.

Voos Breitling

O envolvimento da Breitling com a aeronáutica é perpetuado das mais diversas e inesperadas formas. A marca associou-se a uma elite mundial de pilotos e criou a formação acrobática Breitling Jet Team, que marca presença em todo o mundo nos maiores encontros aeronáuticos, com espetáculos aéreos de cortar a respiração. De tirar o fôlego é também a formação de acrobatas aéreas, as Breitling Wingwalker, uma equipa feminina que realiza danças e coreografias em pleno voo, nas asas de biplanos. A Breitling patrocina, ainda, a conservação do avião histórico Super Constellation. O lendário quadrimotor de hélices revolucionou o transporte civil nos anos 50, impondo-se como o «rei do Atlântico». Além disso, é um dos dois últimos «Super Connies» ainda em estado de voo no mundo e o único na Europa. O Breitling Super Constellation HB-RSC encontra-se estacionado na Suíça.
Uma boa alternativa à Breitling é a Omega. Para quem não quiser investir tanto num relógio, sugerimos a Fortis ou a Sinn.