LoginLogin
4.153 relógios para "

Hublot Big Bang

"
Marca
Modelo
Preço
Diâmetro
Ano
Localização
Leia mais
A sua escolha

A sua escolha

A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
Informações gerais
Tipo de relógio
Referência
Leia mais ...
Novo/usado
Disponibilidade
Sexo
Estado
Leia mais ...
Âmbito de fornecimento
Propriedades e funções
Corda
Material da caixa
Leia mais ...
Mostrador
Leia mais ...
Vidro
Funções
Leia mais ...
Altura
Leia mais ...
Material da luneta
Leia mais ...
Números do mostrador
Impermeável
Leia mais ...
Outro
Leia mais ...
Bracelete
Material da bracelete
Leia mais ...
Largura
Leia mais ...
Cor da bracelete
Leia mais ...
Material do fecho
Leia mais ...
Cancelar

Ordenar por

Hublot Big Bang Hublot Big Bang R$ 57.404

Também poderá gostar dos seguintes artigos:

Compre o seu novo relógio Linde Werdelin diretamente do fabricante.
Saiba mais

Big Bang – A coleção explosiva da Hublot

Os imponentes relógios Big Bang são a estrela do catálogo da Hublot. A manufactura suíça utiliza uma combinação infinita de materiais como uma liga de ouro específica da marca, titânio ou carbono. A cereja no topo do bolo são os mecanismos de exceção.

Destaques do Big Bang

  • Modelos de topo da Hublot
  • Materiais inovadores como o Magic Gold (liga de ouro e cerâmica)
  • Característico design em forma de escotilha
  • Calibre de manufactura HUB6016 com turbilhão
  • Modelos coloridos e materiais invulgares como a ganga e o bordado

Aliar opostos

A coleção Big Bang assume um lugar de destaque no catálogo da Hublot. Nele, a manufactura suíça de Nyon apresenta relógios modernos com funções mecânicas tradicionais interpretadas no inconfundível estilo de fusão da marca. Os relógios de homem da gama Big Bang apresentam uma caixa de 45 mm e dão seguramente nas vistas com este tamanho sobredimensionado. São bastante apelativos para os amantes de mecanismos complexos e materiais exclusivos como o Magic Gold, o King Gold ou a fibra de carbono.
Desde o seu lançamento, em 2005, o Big Bang tem sido uma verdadeira explosão primordial. O relógio ganhou vários prémios internacionais como o Geneva Watchmaking Grand Prix e o prémio na categoria de relógio desportivo no Watch of the Year no Japão, em 2005. No espaço de três anos, as suas vendas triplicaram. Entretanto, a linha ganhou em sofisticação com a introdução de materiais inovadores e vanguardistas, muitos deles criados pela própria marca, como é o caso do Magic Gold ou dos novos calibres.
Uma das razões do enorme sucesso da marca é a sua filosofia de fusão, num jogo de associação de elementos opostos. O visual da maior parte dos modelos Big Bang é imponente com caixas com um diâmetro de 45 mm encimadas por uma luneta concebida com uma inclinação de 90 graus, presa por seis parafusos em forma de "H".
A Hublot foi a primeira marca relojoeira de luxo a utilizar uma bracelete de cauchu nos seus relógios, material que surge também nos relógios da linha Big Bang. A combinação deste com as caixas de ouro ou de materiais revolucionários resulta num efeito extremamente criativo. Outro jogo de contrastes presente em muitos modelos da linha Big Bang é conseguido pelos movimentos trabalhados, totalmente visíveis através do fundo de vidro de safira. Verdadeiras maravilhas da mecânica que em alguns modelos podem ser observadas na ausência de qualquer mostrador.
Já a linha Big Bang inclui relógios com muitas caras. Os modelos Pop Art e Tutti Frutti, por exemplo, surgem em cores divertidas e vibrantes. O Big Bang Jeans é um relógio fashion e descontraído. A linha propõe também modelos de dimensões mais pequenas, cujo tamanho se adequa aos fãs de ambos os sexos da Hublot com pulsos mais estreitos.

Quanto custam os relógios da coleção Big Bang?

Pretende adquirir um relógio suíço de luxo que se demarque dos demais? A Big Bang, lançada em 2005 pela Hublot, é uma das linhas de relógios mais inovadoras e extravagantes presentes no mercado.
Os preços básicos encontram-se entre os 5.000 e os 7.000 euros. Por estes valores, poderá adquirir um Big Bang de 38 ou 41 mm em bom estado de conservação com um movimento de quartzo ou automático.
A versão maior, com 44 mm de diâmetro, custa, nova, cerca de 8.000 euros. Por este preço poderá adquirir um relógio em aço com um calibre cronográfico. Os modelos com caixa de cerâmica custam cerca de 11.000 euros.
Uma das versões mais vendidas é o Big Bang Unico de 45 mm com caixa de titânio. O seu preço ronda os 13.000 euros. Se pretende adquirir um relógio com características mais especiais, sugerimos o Unico com caixa em ouro rosa e função de calendário perpétuo. O seu preço ronda os 50.000 euros. Existe ainda uma versão mais luxuosa, incrustada de diamantes e com mecanismo turbilhão cujo preço ascende aos 100.000 euros.
Se pretende adquirir uma das versões coloridas do Big Bang, como por exemplo a Pop Art ou a Tutti Frutti, conte com uma verba de 10.000 euros, no caso de um exemplar novo. Os modelos com caixa em ouro rosa custam cerca de 30.000 euros.
Os relógios de senhora com caixa de aço de 38 mm custam cerca de 7.000 euros. Geralmente albergam um movimento de quartzo e são incrustados de diamantes. Uma versão com caixa em ouro rosa custa cerca de 16.000 euros.
Seleção de modelos Big Bang Preço base (relógios novos)
Big Bang 38 mm 7.000 euros
Big Bang 44 mm 8.000 euros
Big Bang Broderie 8.000 euros
Big Bang Pop Art 10.000 euros
Big Bang Unico 13.000 euros

Big Bang Unico: liga de ouro mágica

Os cronógrafos Big Bang Unico estão disponíveis em cerca de 20 versões, oferecendo inúmeras opções a quem procura um Big Bang com um visual típico da linha. Nesta coleção, encontram-se, também, todos os ingredientes que conduziram ao vertiginoso sucesso da marca suíça: pujantes caixas de materiais exclusivos, movimentos de manufactura criteriosamente decorados e trabalhados bem como um estilo inconfundível.
Um destes ingredientes é o Magic Gold, um tipo de ouro patenteado pela Hublot, que é a primeira liga de ouro de 18 quilates e cerâmica a ser certificada como antirriscos.
Outro ainda é o King Gold, cuja cor vermelha exclusiva é conseguida por uma liga de ouro vermelho, de platina e de cobre. Tem a particularidade de não oxidar e de não perder a sua beleza com a passagem do tempo. Além do ouro, a Hublot utiliza ainda o titânio, o material ideal para a construção de caixas, uma vez que as torna particularmente leves, sem que estas percam a robustez necessária. A fibra de carbono tem vantagens idênticas. Já a cerâmica é o material ideal para a caixa e para a luneta, mas encontra-se também nas braceletes. Na coleção Big Bang Unico estão também disponíveis relógios exclusivos, cravejados com 400 diamantes na caixa, na luneta e no mostrador.

Alarme, GMT, turbilhão e reserva de marcha de cinco dias

O movimento de cronógrafo HUB 1242 é composto na sua versão básica por 330 peças, cada uma delas montada à mão pelos relojoeiros da Hublot. Graças à construção modular do mecanismo, é possível acrescentar ao cronógrafo uma função flyback. Vem, ainda, equipado com uma função GMT que, no caso do movimento de corda manual HUB 5003 (que anima o Big Bang Alarm Repeater), se junta a um alarme. O Big Bang Perpetual Calender é alimentado pelo calibre HUB 1270 que, além da complicação da função cronográfica, é valorizado ainda com um calendário perpétuo. A Hublot alcança a excelência máxima da arte relojoeira com o HUB 6016, um calibre com turbilhão. Este mecanismo de construção delicada completa uma volta de 360 graus no espaço de um minuto e tem o propósito de neutralizar os efeitos nefastos da força gravitacional sobre o mecanismo, além de aumentar a precisão cronométrica do relógio. O turbilhão é um mecanismo de difícil execução e é considerado a complicação relojoeira por excelência. O calibre HUB 6016 apresenta, ainda, uma extraordinária reserva de marcha de 115 horas. Um ponteiro situado às 9 horas informa quando é que a energia se irá esgotar. O HUB 6016 oscila a 21.600 alternâncias por hora. Esta peça é complementada por uma bracelete em cauchu revestida a pele de crocodilo, uma solução ideal para o período estival dado que não há o risco de o suor provocado pelo calor penetrar na pele da correia.
O Big Bang Ferrari veio enriquecer o catálogo da Hublot em 2012. Nasce da parceria entre a Hublot e o fabricante de automóveis desportivos italiano e caracteriza-se por um design marcante desportivo, com algarismos amarelos ou vermelhos e correias pespontadas a condizer. Os materiais eleitos foram a cerâmica e o carbono. A motorização destes modelos é feita pelo movimento cronográfico Unico.

Tempo extravagante

Na categoria de relógios dedicados ao público feminino, encontramos o Big Bang Broderie, o Pop Art e o Tutti Frutti, que dispõem de caixas com 41 mm de diâmetro.

Bordado e cor

A Hublot rompe, mais uma vez, as convenções e apresenta com o Big Bang Broderie um relógio surpreendente, que une a tradição artesanal à mestria relojoeira e à inovação, apresentando-se decorado com bordados. O Big Bang Pop Art é uma celebração do espírito alegre e criativo da pop art. Os relógios desta coleção estão disponíveis em combinações de rosa, de azul turquesa, de laranja e de verde maçã – uma explosão de cores num só relógio. Já a gama Big Bang Tutti Frutti distingue-se por uma elegância bicolor, com mostradores brancos que contrastam com cores vivas como o violeta, o verde e o laranja.

Versão descontraída em jeans

Na coleção Big Bang Jeans, a Hublot apresenta relógios cujos mostradores e braceletes são confecionados em ganga italiana de luxo. A arte da fusão surge, nesta gama, com a combinação da ganga com diamantes incrustados no mostrador e na luneta.

All in black

Os diamantes são também o traço distintivo da coleção Big Bang 38 MM, cujas caixas pequenas de 38 mm se dirigem ao público feminino. Para os amantes do preto, a Hublot criou a coleção All Black, disponível em diferentes tamanhos de caixas que vão dos 38 mm aos 45 mm. Comum a todos os relógios é o preto integral, com exceção dos algarismos, dos ponteiros e dos índices, que surgem em cores claras para facilitar a leitura das horas.

Newcomer da indústria relojoeira

A Hublot foi fundada em 1980 pelo italiano Carlo Crocco, que começou a sua carreira como designer de relógios em 1967, tornando-se independente em meados dos anos 1970. Foi ele quem concebeu o primeiro relógio de luxo com bracelete em cauchu para a Hublot. Em 2004, Jean-Claude Biver assumiu a posição de CEO da Hublot, depois de sair da Omega. A linha Big Bang foi estreada um ano depois, tendo sido distinguida com inúmeros prémios. Em 2008, a marca foi adquirida pelo grupo de luxo LVMH (Louis Vuitton Möet Hennessy), que também integra a TAG Heuer.