LoginLogin
1.712 relógios para "

Rolex Oyster Perpetual Date

"
Marca
Modelo
Preço
Diâmetro
Ano
Localização
Leia mais
A sua escolha

A sua escolha

A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
A sua escolha

A sua pesquisa não obteve resultados
Informações gerais
Tipo de relógio
Referência
Leia mais ...
Novo/usado
Disponibilidade
Sexo
Estado
Leia mais ...
Âmbito de fornecimento
Propriedades e funções
Corda
Material da caixa
Leia mais ...
Mostrador
Leia mais ...
Vidro
Leia mais ...
Funções
Leia mais ...
Altura
Leia mais ...
Material da luneta
Leia mais ...
Números do mostrador
Impermeável
Leia mais ...
Outro
Leia mais ...
Bracelete
Material da bracelete
Leia mais ...
Largura
Leia mais ...
Cor da bracelete
Leia mais ...
Material do fecho
Leia mais ...
Cancelar

Ordenar por

Rolex Oyster Perpetual Date Rolex Oyster Perpetual Date R$ 16.244

Rolex Oyster Perpetual Date 34: Versátil e intemporal

A discreta coleção Oyster Perpetual da Rolex é enriquecida pelos modelos Date 34, que apresentam uma janela para a data às 3 horas. A versão em ouro e diamantes é a opção mais requintada destes modelos com um tamanho unissexo de 34 mm de diâmetro.

Destaques do Rolex Oyster Perpetual Date

  • Indicação da data às 3 horas
  • Lupa Cyclops que amplia 2,5 vezes a data
  • Calibres com certificado cronométrico
  • Reserva de corda de 48 horas
  • Tamanhos de caixa para pulsos masculinos ou femininos

Tamanho médio unissexo: diâmetro de 34 mm

A janela para a data é uma particularidade da coleção Oyster Perpetual que se encontra unicamente disponível na versão de 34 mm de diâmetro, um tamanho a que a Rolex tem permanecido fiel neste modelo. Embora tenham sido lançados outros tamanhos de caixa ao longo dos anos, estes foram uma exceção à regra, ao passo que os modelos de 34 mm da década de 1950 são fáceis de encontrar com o auxílio da referência 6534 e a designação Tru-Date. O design simples e o tamanho foram pensados para tornar este modelo o mais versátil possível, podendo ser usado tanto por pulsos masculinos como femininos.

Conselhos para a compra de um Rolex Oyster Perpetual Date

Se procura um relógio de três ponteiros e data com um tamanho médio, o Oyster Perpetual Date é uma boa escolha. Os modelos com mostradores decorados com diamantes e luneta canelada são especialmente apelativos para as senhoras.
As versões mais recentes do Oyster Perpetual Date assentam em caixas de aço inoxidável, sendo que algumas versões surgem com a combinação do aço e ouro branco, enquanto os modelos mais antigos estão disponíveis em ouro amarelo. Todos os relógios são complementados pela bracelete Oyster de três elos. O preço de um Oyster Perpetual Date não usado ronda os 5.000 - 10.000 euros. Já os modelos vintage em bom estado de conservação têm preços abaixo da barreira dos 5.000 euros. Uma alternativa a este relógio é o Patek Philippe Calatrava, ainda que tenha um preço superior.

Dicas para a compra de um Rolex Oyster Perpetual Date

  • Disponível em aço inoxidável e Rolesor; modelos vintage em ouro amarelo
  • Luneta canelada ou polida
  • Indexes em ouro branco ou diamantes (consoante a versão)
  • Charme vintage: referência 6534

Caixa com estanqueidade absoluta

Nos modelos mais recentes, a Rolex utiliza exclusivamente o aço 904L pela sua elevada resistência e facilidade de polimento. Trata-se de um aço inoxidável de grande qualidade, particularmente resistente à corrosão, geralmente utilizado na indústria química. Em algumas versões, o aço surge combinado com o ouro branco de 18 quilates, o chamado Rolesor —um elemento característico da Rolex.
A estanqueidade até 100 metros é garantida pelo fundo enroscado hermeticamente ao corpo principal da caixa bem como pela coroa equipada com um sistema de dupla impermeabilidade Twinlock, também esta firmemente rosqueada na caixa. O vidro de safira à prova de riscos compõe a parte superior da caixa e ostenta a habitual lupa Cyclops sobre a janela da data, que a amplia 2,5 vezes para uma leitura perfeita. Este relógio pode ficar no pulso quando for nadar ou fazer snorkeling.

Indexes de diamantes

Algumas versões do Oyster Perpetual Date surgem em declinações de ouro branco e com incrustações de diamantes, o que aumenta consideravelmente o valor das peças. Alguns relógios com a referência 115234 prescindem dos indexes que são substituídos por cinco pedras preciosas.
Os mostradores são o grande protagonista dos modelos Oyster Perpetual Date, apresentando-se em tons requintados como o rosé, o prateado, o azul escuro ou o preto, donde sobressaem índices em forma de bastão. Estes são em ouro branco, um material que não oxida. Nas versões com indexes de diamantes nas horas ímpares, surgem algarismos árabes nas horas pares. A emblemática luneta canelada decora muitos destes modelos, embora estejam também disponíveis versões com luneta lisa.

Calibres com certificado cronométrico

Devido à janela da data, no interior dos modelos Oyster Perpetual Date batem calibres diferentes dos das versões normais. Os modelos mais recentes vêm equipados com o calibre 3135, cuja fiabilidade e precisão são também postas à prova em relógios de mergulho como o Submariner, o Sea-Dweller 4000 ou o Sea-Dweller Deepsea. O mecanismo bate a 28.800 alternâncias/hora e é alimentado por um rotor bidirecional que carrega a corda quando o relógio está a ser usado no pulso através do movimento do braço, armazenando a energia por 48 horas. Com um desvio diário de no máximo -2/+2 segundos, torna-se evidente que este mecanismo ostenta a certificação de cronómetro atribuída pelo COSC.

Como um peixe na água

Como membro da família Oyster Perpetual, este modelo com janela de data conta com uma longa tradição que remonta aos anos 1920. Numa brilhante campanha publicitária, a Rolex apresentou o Oyster (ostra, o molusco que fecha hermeticamente a sua concha) imerso em aquários nas montras das relojoarias, com peixes coloridos a nadar à volta da dita "ostra" com o mesmo ar incrédulo dos passantes. Este era o primeiro relógio de pulso absolutamente estanque da história. A absoluta estanqueidade do Oyster ficaria definitivamente comprovada em mar aberto, quando a britânica Mercedes Gleitze tentou atravessar o Canal da Mancha a nado em 1927. Embora a nadadora tivesse de desistir devido à água gelada, o relógio emergiu da água "são e salvo" e a dar a hora certa.
Depois de resolver o problema da estanqueidade, a Rolex revolucionou os alicerces da relojoaria com outra grande invenção que permanece atual até aos dias de hoje: o rotor Perpetual. Lançado em 1931, este consiste de um peso de metal oscilante que se mantém em constante movimento, esticando a mola principal. Para evitar qualquer excesso de tensão, a mola está equipada com uma corrente especial de forma a poder deslizar no tambor.

Mais relógios interessantes: