7.332 relógios para "

TAG Heuer

"
1 - 30 de 7.332 resultados
Vista
Ordenar por

Na Chrono24 encontra no total 5.234 relógios novos TAG Heuer e 1.906 relógios usados TAG Heuer .

TAG Heuer – Espírito Racing Puro

A TAG Heuer tem mais de 150 anos de experiência na medição precisa do tempo e é líder na criação de cronógrafos de alta tecnologia. A ligação da prestigiada marca suíça à paixão pela velocidade e corrida é longa e foi imortalizada no filme Le Mans.

O nome TAG Heuer está, desde os seus primórdios, associado ao universo do desporto, em especial ao desporto automobilístico. A prestigiada marca suíça detém uma posição no pódio da cronometragem, tendo desenvolvido o primeiro mecanismo cronográfico automático do mundo logo em 1882, e sido pioneira na construção de cronógrafos para painéis de instrumentos de automóveis e aviões. O espírito racing da marca foi imortalizado no filme de culto Le Mans, protagonizado por Steve McQueen, e, mais recentemente, em Rush. Foram muitos os pilotos lendários que confiaram na precisão de um TAG Heuer Carrera, incluindo Bruce McLaren e um dos maiores pilotos de Formula 1 de todos os tempos: Ayrton Senna. Em homenagem ao lendário piloto brasileiro, a TAG Heuer criou uma coleção com o seu nome, constituída por quatro cronógrafos em edição especial e uma campanha de marketing exclusiva, em que se lê a frase: "Remember Senna".

TAG Heuer Monaco: uma lenda da relojoaria

O mítico cronógrafo Monaco foi apresentado em 1969 pela TAG Heuer, dois anos antes da sua estreia no grande ecrã, no pulso de Steve McQueen, no filme de culto Le Mans, que aborda a rivalidade entre pilotos na mítica competição 24 Horas de Les Mans. Desde então este cronógrafo passou a ser apelidado pelos fãs de Monaco "Steve McQueen", e é hoje um relógio muito procurado por colecionadores. Com o seu inconfundível formato quadrilátero, cuja estética rompia com os códigos estéticos tradicionais da época, este cronógrafo distinguia-se de todos os outros. No seu interior batia o calibre 11, o primeiro movimento automático com funções cronográficas da história da relojoaria. A manufatura desenvolveu o mecanismo 1965 em parceria com a Breitling e as empresas Büren-Hamilton e Dubois Dépraz, ambas especializadas em complicações relojoeiras, investindo meio milhão de francos suíços no seu desenvolvimento. O cronógrafo alcançou um feito inédito: uma caixa quadrada que era também estanque.

TAG Heuer Carrera: o mito

O Carrera é um dos mais célebres e carismáticos relógios da manufatura suíça. A história por detrás do nome de batismo deste mítico modelo não é menos fascinante: Jack Heuer, que herdou a manufatura do seu bisavô Edouard Heuer, sempre foi um apaixonado por desportos motorizados, tendo sido um pioneiro no campo do patrocínio automobilístico. Em 1962, Heuer foi convidado pelo Clube Desportivo Automóvel Americano para estar presente na prova das 12 Horas de Sebring, na Florida, uma vez que tinha disponibilizado à organização alguns cronógrafos com função split-seconds para a cronometragem da prova. Enquanto se encontrava nas boxes da Ferrari, os pais da dupla de irmãos Ricardo e Pedro Rodriguez falaram-lhe da Carrera Panamericana Mexico. Esta prova, que fora cancelada em 1955 por motivos de segurança, era considerada a corrida mais perigosa do mundo, tendo ceifado a vida a mais de 30 pilotos. A palavra espanhola "Carrera", porém, ficou no ouvido de Jack Heuer, que, mal regressou à Suíça, foi registar o nome da sua nova coleção: "Heuer Carrera".
Heuer lançou a nova linha de relógios em 1963, equipando-os com o calibre Valjoux 72. Desde 2010, a marca equipa o Carrera com o calibre 1887, produzido inhouse, o qual deriva do calibre 6S78, da Seiko. O Carrera original possuía uma caixa redonda, com uma escala com taquímetro na orla do mostrador, cuja inclinação de 45 graus aumentava o tamanho do mostrador em 2 mm, tornando-o mais legível. O mostrador apresentava uma disposição tricompax (totalizador de 30 minutos, totalizador de 12 horas e pequenos segundos) em baixo relevo, que lhe conferia um efeito tridimensional. A sua clareza, alcançada pela ausência das escalas telemétrica e taquimétrica, contribuiu para o elevado êxito do Carrera, que tanto podia ser usado com o fato de piloto como com elegantes fato e gravata.
A coleção atual propõe, a par dos cronógrafos, inúmeras versões sem funções de cronógrafo. O design da linha desportiva mantém a sua personalidade original, intimamente ligada ao desporto automóvel.

Estanqueidade: TAG Heuer Aquaracer

Os relógios da TAG Heuer são também bons companheiros de pulso fora das pistas de competição. Um bom exemplo disso é o Aquaracer, um relógio vocacionado para o mergulho, que propõe modelos com ou sem funções de cronógrafo, cujo design guarda algumas afinidades com os relógios de mergulho da Omega ou da Rolex. O presidente norte-americano Barack Obama usava, nos seus tempos de senador, um relógio de mergulho TAG Heuer, da série 1500, cujo design se assemelha ao Aquaracer. A marca lançou uma edição limitada do Aquaracer 500M em 2009, em colaboração com o ator Leonardo DiCaprio, com o intuito de apoiar iniciativas ambientais.

Marcos na história da marca

Em mais de um século de história, a TAG Heuer passou por várias mutações, antes de alcançar o estatuto que detém atualmente: a quarta marca relojoeira suíça mais importante do mundo. O fundador da manufatura, Edouard Heuer, era um apaixonado pela precisão. Em 1860, com apenas 20 anos, fundou a sua modesta oficina na pequena localidade helvética de St Imier. Dotado de uma imaginação incrível, Heuer mudou o curso da história da relojoaria com as suas invenções, como o mecanismo de cronógrafo, em 1882, ou a inovadora engrenagem de “pinhão oscilante”, em 1887, ainda hoje utilizada pelos maiores relojoeiros no fabrico de cronógrafos.
Após a morte de Edouard Heuer, o legado da empresa ficou a cargo do seu filho mais novo, Charles-Auguste Heuer, que se concentrou no desenvolvimento de relógios especiais. Surge assim o primeiro instrumento de bordo “Time of Trip”, usado nos cockpits de automóveis e de aviões, em 1911. Este instrumento media 11 cm de diâmetro e possuía dois ponteiros centrais para a indicação das horas; um outro pequeno par de ponteiros indicava o tempo de viagem até 12 horas.
Em 1916, a Heuer volta a surpreender o mundo, desta feita com o histórico cronógrafo Mikrograph. Este instrumento de medição de tempo era o mais rápido cronógrafo alguma vez construído, capaz de medir mecanicamente o centésimo de segundo, quando a concorrência apenas conseguia medir um quinto de segundo. Possuía uma frequência do balanço de extraordinárias 360.000 alternâncias por hora, com recurso a um oscilador de 50 Hz. Esta invenção revolucionou o mundo do desporto, uma vez que permitiu medições exatas de tempos de prova, indispensáveis ao rigor da competitividade, garantindo à Heuer um lugar na história como cronometrista oficial dos Jogos Olímpicos, por três vezes consecutivas, a partir de 1920.
Em 1933, a Heuer apresentou um novo instrumento de bordo: o "Autavia", cujo nome junta duas palavras: "Automóveis" e "Aviação". Este adaptava-se tanto aos painéis de bordo de automóveis como de aviões, e possuía um ponteiro central da contagem dos segundos e dois contadores para os 60 minutos e 12 horas. Ficou famoso por ter sido usado pelo aviador Willy Post, na sua viagem à volta do mundo em 121 horas, e pelo rei da velocidade, Sir Malcolm Campbell, quando este bateu o recorde mundial de velocidade, alcançando 437.91 km/h, ao volante do seu Bluebird Speed. A Heuer lançou mais tarde o painel "Hervue". Este possuía um movimento Revue Thommen e funcionava durante 8 dias, sem necessidade de dar corda. Em 1962, pela ocasião dos 30 anos de aniversário do relógio de bordo, a Heuer lançou o icónico cronógrafo de pulso com o mesmo nome, que ficou definitivamente associado ao suíço Jo Siffert, piloto da Porsche que foi o primeiro embaixador da marca.

A era de Jack Heuer

Jack Heuer, bisneto de Edouard Heuer, presidiu a empresa nos tumultuosos anos entre 1962 e 1982, como seu Presidente Honorário, depois de a empresa familiar ter sido fundida com a Leonidas Watch Factory Ltd. Heuer estudou engenharia eletrónica e foi responsável pela criação de alguns dos mais prestigiados cronógrafos da marca. Foi também ele quem iniciou o conceito de patrocínio de pilotos e desportistas. Na sequência da aquisição da marca pelo grupo Techniques d’Avant-Garde (TAG), nos anos 80, a TAG Heuer foi rebatizada e passou a estar cotada na bolsa. Atualmente, faz parte do maior grupo de luxo existente – o grupo Louis Vuitton (Moët Hennessy Louis Vuitton SA), que integra outras marcas de relojoaria prestigiadas, como a Hublot e a Zenith.

Tempos recorde no pulso

A TAG Heuer estabeleceu um novo recorde com o calibre 360, onde presente e passado convivem com o mesmo propósito: medir o tempo até à mais pequena fração de segundo. Lançado em 2006, o calibre que motoriza o Carrera Mikrograph possui um dos movimentos de cronógrafo mais complexos jamais criados. Nele estão integrados dois tambores de corda que alimentam separadamente o relógio e o cronógrafo. Este último apresenta a extraordinária frequência de 360.000 alternâncias por hora do balanço. A marca ultrapassou o seu próprio recorde com o lançamento do Concept Watch Mikrotimer Flying 1000, o primeiro cronógrafo mecânico capaz de medir o milésimo de segundo. Só há um relógio capaz de ir mais longe: o Carrera Mikrogirder Chronograph, que consegue cronometrar intervalos de tempo de 5/10.000 de segundo. Esta façanha mereceu o "Aiguille d'Or" (Ponteiro de Ouro), o “Óscar” da relojoaria internacional.

TAG Heuer: „Don’t Crack Under Pressure“

Nenhuma outra manufatura relojoeira tem uma ligação tão visceral à competição automobilística como a TAG Heuer. Desde a histórica e profícua associação da marca ao mundo da Fórmula 1, com a associação à escuderia Ferrari, e o seu papel como Cronometrista Oficial do Campeonato do Mundo de Fórmula 1, o currículo é longo. Desafiando todas as convenções da relojoaria, a TAG Heuer encara cada desafio com o espírito de um atleta de alta competição: nunca desiste de avançar na demanda da perfeição e máxima performance e nunca sucumbe à pressão, fiel, aliás, ao próprio espírito da marca: «Don’t Crack Under Pressure».

Melhores modelos da TAG Heuer
Carrera | Aquaracer | Monaco | Formula 1 | Link | Connected | Kirium | SLR | Silverstone