Mais de 71.000 utilizadores avaliam-nos com 4,8 de 5 estrelas

Os nossos modelos favoritos


Vista

Ordenar por

Montblanc 1858 128504 Novo Bronze 42mm Automático
TOP
Montblanc MB128504 Geosphere 1858 LIMITED EDITION Automatic...
R$ 31.621
Comerciante de relojoaria
719
US
Montblanc 1858 125567 Novo Titânio 42mm Automático
TOP
Montblanc 1858 Geosphere Blue Dial 42mm Case Titanium Men's...
R$ 26.169
Comerciante de relojoaria
719
US
Franck Muller Vanguard V 45 CC DT BR Novo Ouro rosa 45mm Automático
TOP
Franck Muller Vanguard Chrono
R$ 95.197
Comerciante de relojoaria
2484
IT
Rolex Explorer 6610 Muito bom Aço 36mm Automático
TOP
Rolex VINTAGE REF. 6610 EXPLORER GILT DIAL LOLLIPOP
R$ 82.418
Comerciante de relojoaria
714
DE
Richard Mille RM 039 Muito bom Titânio Automático
TOP
Richard Mille RM 39-01 AVIATION E6-B FLYBACK CHRONOGRAPH
R$ 817.778
Comerciante de relojoaria
39
US
Patek Philippe Annual Calendar 5396G-011 Não usado Ouro branco 38mm Automático
TOP
Patek Philippe Annual Calendar
R$ 218.277
Comerciante de relojoaria
128
CH
Rolex Daytona 16528 Muito bom Ouro amarelo 40mm Automático
TOP
Rolex Daytona 16528 Zenith Pave Diamond & Emerald Dial W...
R$ 626.125
Comerciante de relojoaria
20
MC
Omega Genève 166.0117 Bom Aço 35mm Automático Brasil, Cachoeira do Sul,Rs
Omega Genève
R$ 3.000
Vendedor particular
BR
Patek Philippe Aquanaut 5968G-010 Novo Ouro branco 42.2mm Automático
TOP
Patek Philippe Aquanaut Chronograph Khaki Green 2021 full set NEW
R$ 1.335.307
Comerciante de relojoaria
895
AT
Vacheron Constantin 4072 Muito bom Ouro rosa 35mm Corda manual
TOP
Vacheron Constantin Chrono Chronograph 18K Rose Pink Gold...
R$ 242.144
Comerciante de relojoaria
714
DE
Audemars Piguet Royal Oak Offshore Diver 15703ST.OO.A002CA.01 Muito bom Aço 42mm Automático
Audemars Piguet Royal Oak Offshore Diver Ref. 15703ST.OO.A002C...
R$ 145.989
Vendido pela Chrono24
DE
Montblanc Nicolas Rieussec 118537 Novo Aço 44.8mm Automático
TOP
Montblanc Star Legacy Nicolas Rieussec Chronograph Blue...
R$ 29.985
Comerciante de relojoaria
56
US
Parmigiani Fleurier Tonda PFC267-1200300-HA1441 Novo Ouro branco 39mm Automático
TOP
Parmigiani Fleurier Tonda 1950 18k White Gold Auto 39mm Men's...
R$ 35.164
Comerciante de relojoaria
1136
US
Jacob & Co. CL100.40.RD.AA.A Novo Ouro rosa Automático
TOP
Jacob & Co. Caligula Rose Gold (Limited of 69 Pieces)
R$ 490.667
Comerciante de relojoaria
39
US
Omega Seamaster Aqua Terra 2304.30.00 Não usado Ouro/Aço 36mm Automático
TOP
Omega Seamaster Aqua Terra
R$ 29.497
Comerciante de relojoaria
128
CH
Patek Philippe Complications (submodel) 5015J-001 Muito bom Ouro amarelo 36mm Automático
TOP
Patek Philippe Complications 5015J-001 Moonphase Power reserve
R$ 114.364
Comerciante de relojoaria
20
MC
Rolex Daytona 116503 Muito bom Ouro/Aço 40mm Automático Brasil, Belo Horizonte
Rolex Daytona
R$ 95.000
Vendedor particular
BR
Audemars Piguet Royal Oak Chronograph 26320ST.OO.1220ST.02 Não usado Aço 41mm Automático
TOP
Audemars Piguet Royal Oak Chronograph 41 mm Box and papers...
R$ 287.500
Comerciante de relojoaria
895
AT
Breitling Navitimer A23322 Muito bom Aço 42mm Automático Brasil, Rio de Janeiro
Breitling Navitimer
R$ 100.000
Vendedor particular
BR
Rolex Submariner Date 16610 Muito bom Aço 40mm Automático
Rolex Submariner Date Automatik Herrenuhr Oyster Perpetual...
R$ 56.543
Vendido pela Chrono24
DE
Omega Speedmaster Day Date 3520.50.00 Satisfatório Aço 39mm Automático Brasil, Teófilo Otoni
Omega Speedmaster Day Date
R$ 10.750
Vendedor particular
BR
Rolex Daytona 6263 BIG EYES 1975 Muito bom Aço 37mm Corda manual
TOP
Rolex Daytona 6263 BIG EYES 1975
R$ 606.958
Comerciante de relojoaria
20
MC
Rolex Lady-Datejust 69173 Não usado Ouro/Aço 26mm Automático Brasil, Rio de Janeiro
Rolex Lady-Datejust
R$ 24.100
Vendedor particular
BR
Hublot Big Bang 44 mm 301.PX.1180.RX Muito bom Ouro rosa 44mm Automático Brasil, Nova Lima
Hublot Big Bang 44 mm
R$ 100.000
Vendedor particular
BR
Jaeger-LeCoultre Master Eight Days Q1602420 Muito bom Ouro rosa 41.5mm Corda manual
TOP
Jaeger-LeCoultre Master Eight Days
R$ 87.901
Comerciante de relojoaria
128
CH
Rolex Submariner Date 126610LN Não usado Aço 41mm Automático Brasil, Porto Alegre RS
Rolex Submariner Date
R$ 80.173
Vendedor particular
BR
Patek Philippe Nautilus 5712G-001 Muito bom Ouro branco 40mm Automático
TOP
Patek Philippe Nautilus LC 100 Germany 18K white Gold Moon...
R$ 460.004
Comerciante de relojoaria
895
AT
Longines 3196095 Muito bom Aço 58mm Corda manual Brasil, União da Vitória
Longines 6 Grands Prix / PARIS - ANVERS - PARIS
R$ 6.000
Vendedor particular
BR
Breguet Marine 5817BR/Z2/5V8 Muito bom Ouro rosa 39mm Automático Brasil, Belo Horizonte
Breguet Marine
R$ 65.000
Vendedor particular
BR
Rolex 16710 16760 16700 Bom Aço Automático Brasil, Sao Paulo
Rolex Coke GMT-Master II Vintage Watch
R$ 64.900
Vendedor particular
BR
Rolex Oyster Perpetual 34 1005 Muito bom Ouro/Aço 34mm Automático Brasil, Rio de Janeiro
Rolex Oyster Perpetual 34
R$ 20.200
Vendedor particular
BR
Hublot Classic Fusion Ultra-Thin 515.NX.0170.LR Com defeitos Titânio 45mm Corda manual Brasil, São Paulo
Hublot Classic Fusion Ultra-Thin
R$ 44.000
Vendedor particular
BR
Omega Constellation 14381 10 SC Muito bom Aço 34,5mm Brasil, Vargem Grande do Sul
Omega Constellation Automático Pei Pan
R$ 10.222
Vendedor particular
BR
Breitling Avenger E13360 Bom Plástico 44mm Automático Brasil, Recife
Breitling Avenger
R$ 8.000
Vendedor particular
BR

Relógios mecânicos – Obras-primas da técnica

O relógio mecânico é uma das inovações culturais mais importantes da história da humanidade. Durante séculos, estiveram encarregues da medição do tempo. Hoje existem inúmeros relógios com calibres mecânicos, cuja vantagem é não precisarem de pilhas.


Destaques dos relógios mecânicos

  • Arte relojoeira: trabalho artesanal no pulso
  • Grande diversidade de relógios para todos os gostos e bolsas
  • Não necessitam de pilhas: carga manual ou automática
  • O relógio de mergulho mais emblemático: Rolex Submariner
  • Relógio automático com um preço acessível: Tissot PRS 516

Relógios mecânicos: o renascimento de um bem cultural

De algumas décadas a esta parte, os relógios mecânicos voltaram a ser muito apreciados por amantes da relojoaria e colecionadores. Não é por acaso que relógios de pulso como o Rolex ou o Patek Philippe são as peças de luxo mais cobiçadas no mercado. As duas marcas produzem relógios mecânicos com um valor estável. Alguns modelos vintage e edições especiais ganham inclusivamente mais valor com o passar dos anos.

Contudo, tempos houve em que os relógios mecânicos tiveram dificuldades para sobreviver. Com o advento dos relógios de quartzo na década de 1970, muitas marcas relojoeiras entraram numa crise profunda. Alguns fabricantes viram-se até obrigados a fechar as portas, desaparecendo por completo do mercado. Antes de surgirem os relógios do quartzo, os relógios mecânicos e os relógios de bolso eram considerados objetos indispensáveis no dia a dia. Uma pessoa que desejasse saber a que horas andava, tinha obrigatoriamente de usar um relógio, e este alojava sempre um movimento mecânico. O surgimento dos relógios de quartzo, em meados dos anos 70, veio mudar por completo este paradigma, sobretudo porque se tratava de peças bastante mais baratas.

No início dos anos 1980, os relógios mecânicos fizeram o seu regresso. Tanto amantes como colecionadores de relojoaria redescobriram o charme do tiquetaque dos mecanismos mecânicos, independentemente de estes poderem apresentar desvios de vários segundos ou minutos. O fascínio deveu-se essencialmente à técnica e à fina mecânica no interior dos relógios. Como a maior parte dos fabricantes passaram a produzir relógios de quartzo, os fãs dos relógios mecânicos viram-se obrigados a procurar em mercados, leilões ou restos de coleção que ainda substitiam em algumas relojoarias. A grande vantagem é que, durante esta época, também se encontravam verdadeiras pechinchas. Porém, em breve o mercado viria a mudar. A procura de relógios mecânicos começou a ser maior do que a oferta, uma transformação que não passou despercebida às manufacturas tradicionais. Assim, os relógios mecânicos começaram a reaparecer nas coleções e muitas novas marcas irromperam no mercado. Um bom exemplo é a manufactura relojoeira Nomos, que foi fundada por Roland Schwertner em 1990, pouco depois da queda do muro de Berlim.

A relojoaria clássica atravessa atualmente um período de renascença, podendo mesmo dizer-se um inesperado boom. Os relógios de pulso – tanto de senhora como de homem – deixaram de ser um objeto de uso diário e passaram a ser um símbolo de estatuto social.


Relógios mecânicos a preços acessíveis

Existe atualmente uma enorme variedade de relógios mecânicos no mercado. Desde exemplares em segunda mão a relógios novos, que tanto podem ter um preço relativamente acessível como custar vários milhões de euros. Encontrará no mercado relógios vintage de marcas como a Seiko por menos de 100 euros. Estas peças encontram-se geralmente em muito bom estado de conservação e são os relógios mecânicos com os preços mais acessíveis do mercado. No segmento de preço entre os 100 e os 200 euros, encontra diversos relógios novos dos fabricantes japoneses Citizen, Orient e Seiko. Além destes, existem ainda fabricantes como a Junkers ou a Zeppelin, que utilizam calibres japoneses da Miyota nos seus modelos mais básicos. A Miyota é uma empresa pertencente à Citizen que fabrica movimentos.

Também poderá encontrar relógios mecânicos suíços a preços acessíveis. Um relógio vintage usado da marca Tissot custa entre 100 e 400 euros. Um Tissot PRS 516 novo, um dos modelos mais procurados da atual coleção da marca, custa cerca de 500 euros . Um dos modelos mais interessantes da coleção é o Powermatic-80. Este relógio dispõe de uma impressionante reserva de marcha de 80 horas e custa aproximadamente 700 euros. Regra geral, um relógio com uma reserva de marcha destas custa algumas centenas de euros mais. Os modelos PRS-516 com função cronográfica custam, usados, cerca de 1.000 euros. Novos, custam cerca de 1.600 euros. Os relógios mecânicos das marcas Certina, Hamilton ou Longines encontram-se no mesmo segmento de preços da Tissot.


Relógios mecânicos de luxo da Omega e da Rolex

A manufactura suíça de relógios Omega notabilizou-se pelos seus relógios de elevada qualidade, que aliam um design atraente, tecnologia moderna e uma excelente relação qualidade/preço. Um dos modelos mais célebres da marca é o Speedmaster Professional Moonwatch. Este cronógrafo foi o primeiro relógio de pulso a ir à Lua. Um Speedmaster Professional usado e em bom estado de conservação custa 2.500 euros. Novo, custa pelo menos 3.000 euros. As edições limitadas como o "Silver Snoopy Award" Limited Edition viram o seu valor duplicar. Inicialmente, este relógio custava cerca de 5.900 euros. Atualmente, um exemplar novo custa pelo menos 12.000 euros.

A Rolex é, provavelmente, a marca de relógios mais célebre do mundo. Nenhuma outra marca personifica tanto luxo e o prestígio. Entre os relógios mais cobiçados da marca da coroa contam-se o Submariner e o Daytona. Este último custa, usado e na versão bicolor, cerca de 8.500 euros. Novo, custa cerca de 10.000 euros. Já um Daytona em aço, usado, custa pelo menos 10.000 euros. O preço de um modelo novo começa na casa dos 14.000 euros. Os relógios Rolex em aço são particularmente apreciados e, por isso, têm um valor de mercado muito estável. Um dos cronógrafos mais apreciados da marca genebrina é, sem dúvida, o Rolex Daytona com o mostrador "Paul Newman", denominado também de mostrador exótico – um tipo de mostrador contrastante (branco com contadores pretos ou preto com contadores brancos). Outra particularidade são os algarismos dos submostradores estilo art déco. Os relógios com a referência 6239 são particularmente raros, ultrapassando os preços a barreira dos 100.000 euros.

O Rolex Submariner, um dos primeiros relógios de mergulho na história da relojoaria, custa atualmente cerca de 4.500 euros, no caso de se tratar de um modelo usado. Já um modelo novo, sem indicação de data nem a típica lupa de aumento, custa cerca de 6.000 euros. Um Submariner com data custa cerca de 7.000 euros. Um Submariner vintage com a referência 1680, um modelo raro que tem a particularidade de possuir a inscrição "Submariner" estampada no mostrador a letras vermelhas (daí o relógio ter recebido a alcunha de "Red Sub"), custa entre 10.000 e 20.000 euros.


Relógios mecânicos de corda manual

O mecanismo de um relógio mecânico assenta num complexo sistema de engrenagem de rodas. A energia necessária para estas rodas funcionarem é fornecida por uma peça que armazena essa energia. No caso dos relógios de pêndulo, essa peça é o peso. Quando se dá corda a um relógio de pêndulo, o peso sobe, gerando energia potencial gravitacional. À medida que o peso desce, essa energia é convertida na energia cinética que move o mecanismo do relógio. Os relógios de bolso ou de pulso, ao invés, possuem uma mola de corda em forma de espiral (a chamada mola-espiral) que, quando se dá corda ao relógio, é enrolada, armazenando energia. Ao desenrolar-se, transmite a energia ao sistema de engrenagens e, consequentemente, a todo o mecanismo de forma controlada. Os relógios antigos precisavam de uma chave para dar corda ao mecanismo. Mais tarde, esta foi substituída pela coroa, tornando esta chave obsoleta. Um dos primeiros relógios de bolso a incorporar o sistema de coroa foi concebido por Hause Louis Audemars, que o apresentou em 1838. A coroa permitia também o acerto dos ponteiros.

O funcionamento de um movimento mecânico de corda manual é, em teoria, extremamente simples. Quando se dá corda ao relógio através da coroa, a energia é transmitida à mola da corda através da roda de carga. Para que a mola de corda não se desenrole de forma abrupta, existe uma pequena alavanca de bloqueio. A energia da corda é então transmitida ao sistema de engrenagens, formado por três rodas: a roda central ou dos minutos, a roda mediana e a roda dos segundos. Esta roda recebe este nome porque se liga diretamente ao o ponteiro dos segundos, dando uma volta completa a cada 60 segundos. Tem ainda a função de engrenar com o carrete do escape. O escape é o elemento seguinte deste sistema e é constituído por um balanço-espiral, uma âncora e uma roda de escape. Este mecanismo desempenha duas funções essenciais: por um lado converte a energia da corda para manter o balanço em movimento; por outro, controla a velocidade com que a corda do relógio é desenrolada, travando e libertando a âncora a uma velocidade controlada, permitido à roda de escape avançar apenas um dente a cada oscilação do balanço. Este movimento oscilatório resulta na velocidade certa de rotação dos ponteiros.

Sob o mostrador encontra-se o mecanismo dos ponteiros. Este reduz o índice de rotação da roda dos minutos a um duodécimo. Esta efetua uma volta completa a cada 60 minutos. Assim, o ponteiro das horas efetua uma volta completa ao mostrador a cada 12 horas.

Diversas marcas continuam a produzir relógios mecânicos com calibres de corda manual. Entre estas contam-se a Junghans, a Nomos, a Patek Philippe e a Jaeger-LeCoultre.

Características técnicas dos relógios de corda manual

  • Caixas planas graças à arquitetura dos calibres
  • Carga manual do mecanismo
  • Funciona sem pilhas até 8 dias

Relógios mecânicos de corda automática

A invenção da corda automática revolucionou o mundo dos relógios mecânicos, dado que no sistema de corda automática, o relógio recebe energia constante através do movimento do braço do seu portador. Assim, a necessidade de dar corda ao relógio diariamente tornou-se completamente obsoleta. Dentro da caixa do relógio encontra-se um rotor que carrega automaticamente o mecanismo. Graças à força constante da gravidade, este tende a ser puxado para o centro da Terra. Por isso, quando o portador do relógio move o braço, o rotor gira dentro da caixa, transmitindo a energia à mola da corda que se encontra no tambor.

Existem rotores unidirecionais e bidirecionais, conforme oscilam apenas num ou nos dois sentidos . Consequentemente, no caso de um rotor unidirecional, o relógio necessita de mais tempo para estar completamente carregado. Um dos sistemas mais eficazes de carga é o Pellaton, que utiliza até o menor movimento da massa oscilante para carregar a mola. Este eficiente sistema foi desenvolvido por Albert Pellaton, diretor técnico da IWC (International Watch Company) entre 1944 e 1966.

Ambos os sistemas têm um dispositivo que permite regular a velocidade do rotor. Este transforma os movimentos rápidos do rotor em movimentos mais lentos. No caso dos relógios automáticos, uma vez que são carregados constantemente, a corda não pode ter um limite de carregamento. Por isso, a extremidade da mola de corda não é fixa ao tambor e possui uma brida para evitar que esta se parta quando está completamente enrolada. Quando atingido o limite de tensão da corda, a brida simplesmente desliza ao longo da parede interna do tambor, aliviando a tensão na corda, a fim de evitar a sua quebra.

Os relógios mecânicos com calibre automático têm inúmeras vantagens. Por um lado, são mais confortáveis, visto que não é preciso dar-lhes corda diariamente. Por outro lado, não precisam de pilhas para funcionar, pelo que são bastante mais ecológicos do que os relógios de quartzo. Geralmente, são mais precisos do que os movimentos de corda manual , já que a massa oscilante proporciona uma tensão constante à mola, o que influencia positivamente a amplitude do sistema de oscilação.

Os calibres automáticos da Rolex são considerados pelos relojoeiros os melhores, mais fiáveis e precisos do mercado.

Características técnicas dos relógios automáticos

  • Recebem energia constante através do movimento do braço
  • São geralmente mais precisos do que os relógios de corda manual
  • São mais ecológicos dado que não precisam de pilhas

Relógios mecânicos com complicações especiais

A maior parte dos relógios mecânicos limita-se a indicar a hora e a data. Assim sendo, a corda automática é uma das complicações mais comuns de um relógio. Porém, o que são exatamente complicações? As complicações relojoeiras são funções integradas num movimento mecânico que não se limitam apenas a indicar as horas, os minutos e os segundos. Os relojoeiros costumam fazer uma distinção entre pequenas e grandes complicações. As pequenas complicações são, por exemplo, a indicação da data, do dia e da semana ou da reserva de marcha. A luneta giratória de um relógio de mergulho, a visualização das fases da lua ou o segundo fuso horário dos relógios GMT também são consideradas pequenas complicações. A repetição de minutos, o calendário perpétuo, bem como a grande e a pequena sonnerie fazem parte do grupo das chamadas grandes complicações . A função cronográfica é também uma grande complicação. Em comparação com um calendário perpétuo, uma função de cronómetro possui um grau de complexidade quase idêntico, porém é bastante mais comum e acessível.

A marca suíça Patek Philippe é conhecida pelos seus relógios dotados de sofisticadas complicações. Entre os relógios de bolso mais elaborados concebidos pela marca genebrina contam-se o Supercomplication Henry Graves, de 1932, e o Calibre 89, de 1989. A Patek Philippe concebeu o Supercomplication Henry Graves, um relógio com 24 complicações, para o banqueiro norte-americano Henry Graves Jr.. Esta peça inclui, entre outras complicações, um calendário perpétuo, um cronógrafo rattrapante, para cronometrar tempos parciais e várias indicações astronómicas. Para comemorar os 150 anos de vida da marca, em 1989, a Patek Philippe concebeu o Calibre 89 que continua a ser atualmente o relógio de bolso mais complicado do mundo alguma vez concebido. A peça apresenta 33 funções geridas por 1.728 peças diferentes. Inclui um calendário perpétuo, um cronógrafo rattrapante, uma indicação da idade e das fases da lua, várias funções astronómicas, repetição de minutos, alarme, bem como uma pequena e uma grande sonnerie.

Um dos mais complicados relógios de pulso do mundo é o Patek Philippe Grandmaster Chime, com um total de 20 complicações. A palavra "Chime" deixa desde logo adivinhar qual o ponto forte desta peça, uma vez que em inglês significa "carrilhão". Com efeito, este relógio é dotado de cinco complicações acústicas: grande sonnerie, petite sonnerie, repetição de minutos, data patenteada com repetição e alarme sonoro patenteado para as horas. A pedido do utilizador, o Grandmaster Chime emite também um sinal acústico para a data. Além das complicações acústicas, inclui duplo fuso horário, calendário perpétuo, indicação de reserva de marcha, fases da lua e indicação do dia/noite. No seu interior bate o calibre de corda manual 300 GS AL 36-750 QIS FUS IRM, composto por um total de 1.366 peças. A caixa em ouro rosa é cinzelada à mão. Para exibir tantas complicações, esta obra-prima da alta relojoaria conta com uma caixa reversível de dupla face, que a Patek Philippe denomina de "Double Face". Foram produzidos apenas sete exemplares desta edição, um dos quais destinado ao próprio museu da marca. Esta peça única custa cerca de 6,4 milhões de euros.